30.11.10

A religião islam inteira se auto-destrói


Um sistema pode alegar ser uma revelação divina, mas pode sobreviver ao escrutínio? Além das auto-contraditórias alegações do Islã, o Alcorão em alguns pontos reconhece a Bíblia cristã, mas então a contradiz, e assim a religião inteira se auto-destrói.


Vincent Cheung, Teologia Sistemática

28.11.10

Verdade óbvia e esquecida: todo ser humano é filho de Deus?


Algumas pessoas pensam que todo ser humano é um filho de Deus. Contra essa concepção errônea, a Bíblia ensina que, pelo contrário, todo não-cristão é um filho do diabo:


O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno. (Mateus 13.38)


Então Jesus respondeu: “Não fui eu que os escolhi, os Doze? Todavia, um de vocês é um diabo!”. (João 6.70)


Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. (João 8.44)


Filho do diabo e inimigo de tudo o que é justo! Você está cheio de toda espécie de engano e maldade. Quando é que vai parar de perverter os retos caminhos do Senhor? (Atos 13.10)


Aquele que pratica o pecado é do diabo, porque o diabo vem pecando desde o princípio. Para isso o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo. (1 João 3.8)


Desta forma sabemos quem são os filhos de Deus e quem são os filhos do diabo: quem não pratica a justiça não procede de Deus; e também quem não ama seu irmão. (1 João 3.10)


Não sejamos como Caim, que pertencia ao Maligno e matou seu irmão. E por que o matou? Porque suas obras eram más e as de seu irmão eram justas. (1 João 3.12)


Por outro lado, aqueles que foram salvos por Cristo foram também feitos filhos de Deus:


Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: “Aba, Pai!”. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. (Romanos 8.14-17, ERC)


por Vincent Cheung, Teologia Sistemática.

27.11.10

Aos anônimos e fakes


A fala do fake está em azul:

Muitos anônimos ou fakes enviam seus comentários – tão corajosos quanto um rato escondido num buraco -- exigindo de mim que eu tenha coragem para publicar. Ora, tais fakes não têm coragem nem para se apresentar e ainda cobram coragem dos outros. Eita inferno pra ter cão!


Sr. Fake, não é falta de coragem para publicar seus comentários, mas por falta de paciência mesmo com tanta asneira.


Asneira 1. Não ache que minhas opiniões são individuais e anti-cristãs, pois creio que o Sr. Não conhece MUITA coisa de história protestante. Estude mais um pouquinho.


Asneira 2. “Quem julga a veracidade das doutrinas é a igreja viva e verdadeira”. Provavelmente o sr é (na prática) um papista idólatra cheirando a incenso do inferno, pois quem julga a verdade É A PALAVRA DE DEUS.


Asneira 3. “Ñ vou tratar calvinismo ou arminianismo por que ñ apoio nenhuma delas plenamente”. – Não apoiar plenamente significa que apóia parcialmente? Não faça elogios a conteúdos bíblicos pq o Sr não sabe diferenciar isso.


Asneira 4. “o metodo bíblico de reunião para adoração é exatamente o modelo em células ou igrejas sem placa e sem templo...” -- Atos 5:42 E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo.


Asneira 5. “O pragmatismo de Finney é considerado hoje como uma coisa boa... embora eu não concorde c/ muitas das filosofias de Finney acredito que ele foi um bom teologo...” – Finney era teólogo ou filósofo? Como provar que ele era um bom teólogo? Quem julga a veracidade das doutrinas?


Asneira 5. “eu penso que; pelos arminianos serem maioria do povo evangélico, é um fato que se dá atraves de seu semi-competente esforço missionário mundial que foi esmagadoramente maior q o esforço missionário calvinista, foi mais uma questão de competencia, e os reformados ñ gostam de admitir isso”. – Sr Fake não conhece a história das missões, é lamentável! E ainda que “pensar”, não “pense” vai destruir seu tico e teco. O que um neurônio faz em seu cérebro? Resposta: turismo. O arminianismo é popular pq é antropocêntrico, a massa evangélica atual não sabe o que significa na prática TEOCENTRISMO.


Asneira 6. “vou te contar um segredo que vc não sabe; existem muitas pessoas que estão em igrejas arminianas mas que são calvinistas inconscientes, ou até mesmo pessoas q ñ possuem uma opinião formada sobre o assunto.” – Deixa eu te contar um segredo Sr fake: vá dá pipocas aos macacos no zoo, é um passeio que pode lhe fazer bem. Não sabe nada de doutrina e vem dá pitaco. Se quiser debater teologia procure o fórum teológico, procure se for capaz.




Asneira 7. “vai ter coragem de publicar?” – vou, pois sou um asno.




Tenha coragem de mostrar a cara, saia de seu refúgio-mundinho, publique ideias e assine, seja um homem e pague o preço de se expor.

21.11.10

Nossas congregações não sabem mais como ouvir




Geralmente reclamamos que os ministros não sabem como pregar; mas não é igualmente verdade que nossas congregações não sabem mais como ouvir?
J.I.Packer

19.11.10

UNIVERSIDADE MACKENZIE: EM DEFESA DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO RELIGIOSA

A Universidade Presbiteriana Mackenzie vem recebendo ataques e críticas por um texto alegadamente “homofóbico” veiculado em seu site desde 2007. Nós, de várias denominações cristãs, vimos prestar solidariedade à instituição. Nós nos levantamos contra o uso indiscriminado do termo “homofobia”, que pretende aplicar-se tanto a assassinos, agressores e discriminadores de homossexuais quanto a líderes religiosos cristãos que, à luz da Escritura Sagrada, consideram a homossexualidade um pecado. Ora, nossa liberdade de consciência e de expressão não nos pode ser negada, nem confundida com violência. Consideramos que mencionar pecados para chamar os homens a um arrependimento voluntário é parte integrante do anúncio do Evangelho de Jesus Cristo. Nenhum discurso de ódio pode se calcar na pregação do amor e da graça de Deus.


Como cristãos, temos o mandato bíblico de oferecer o Evangelho da salvação a todas as pessoas. Jesus Cristo morreu para salvar e reconciliar o ser humano com Deus. Cremos, de acordo com as Escrituras, que “todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3.23). Somos pecadores, todos nós. Não existe uma divisão entre “pecadores” e “não-pecadores”. A Bíblia apresenta longas listas de pecado e informa que sem o perdão de Deus o homem está perdido e condenado. Sabemos que são pecado: “prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, contendas, rivalidades, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias” (Gálatas 5.19). Em sua interpretação tradicional e histórica, as Escrituras judaico-cristãs tratam da conduta homossexual como um pecado, como demonstram os textos de Levítico 18.22, 1Coríntios 6.9-10, Romanos 1.18-32, entre outros. Se queremos o arrependimento e a conversão do perdido, precisamos nomear também esse pecado. Não desejamos mudança de comportamento por força de lei, mas sim, a conversão do coração. E a conversão do coração não passa por pressão externa, mas pela ação graciosa e persuasiva do Espírito Santo de Deus, que, como ensinou o Senhor Jesus Cristo, convence “do pecado, da justiça e do juízo” (João 16.8 ).


Queremos assim nos certificar de que a eventual aprovação de leis chamadas anti-homofobia não nos impedirá de estender esse convite livremente a todos, um convite que também pode ser recusado. Não somos a favor de nenhum tipo de lei que proíba a conduta homossexual; da mesma forma, somos contrários a qualquer lei que atente contra um princípio caro à sociedade brasileira: a liberdade de consciência. A Constituição Federal (artigo 5º) assegura que “todos são iguais perante a lei”, “estipula ser inviolável a liberdade de consciência e de crença” e “estipula que ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política”. Também nos opomos a qualquer força exterior – intimidação, ameaças, agressões verbais e físicas – que vise à mudança de mentalidades. Não aceitamos que a criminalização da opinião seja um instrumento válido para transformações sociais, pois, além de inconstitucional, fomenta uma indesejável onda de autoritarismo, ferindo as bases da democracia. Assim como não buscamos reprimir a conduta homossexual por esses meios coercivos, não queremos que os mesmos meios sejam utilizados para que deixemos de pregar o que cremos. Queremos manter nossa liberdade de anunciar o arrependimento e o perdão de Deus publicamente. Queremos sustentar nosso direito de abrir instituições de ensino confessionais, que reflitam a cosmovisão cristã. Queremos garantir que a comunidade religiosa possa exprimir-se sobre todos os assuntos importantes para a sociedade.


Manifestamos, portanto, nosso total apoio ao pronunciamento da Igreja Presbiteriana do Brasil publicado no ano de 2007 [LINK http://www.ipb.org.br/noticias/noticia_inteligente.php3?id=808] e reproduzido parcialmente, também em 2007, no site da Universidade Presbiteriana Mackenzie, por seu chanceler, Reverendo Dr. Augustus Nicodemus Gomes Lopes. Se ativistas homossexuais pretendem criminalizar a postura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, devem se preparar para confrontar igualmente a Igreja Presbiteriana do Brasil, as igrejas evangélicas de todo o país, a Igreja Católica Apostólica Romana, a Congregação Judaica do Brasil e, em última instância, censurar as próprias Escrituras judaico-cristãs. Indivíduos, grupos religiosos e instituições têm o direito garantido por lei de expressar sua confessionalidade e sua consciência sujeitas à Palavra de Deus. Postamo-nos firmemente para que essa liberdade não nos seja tirada.


Este manifesto é uma criação coletiva com vistas a representar o pensamento cristão brasileiro.

18.11.10

DEBATE BÍBLICO

Na próxima quarta-feira, dia 24 de novembro, às 22h15, PAULO SÉRGIO DE ARAUJO, à convite da Rittv, estará participando do seguinte debate bíblico: O espírito de Samuel voltou dos mortos, ou um demônio enganou Saul?

          O tópico acerca de 1Samuel 28 é o mais acessado do Fórum Exegético!

          Abaixo os canais em que o programa Vejam Só!, mediado pelo pastor presbiteriano Éber Cocareli, pode ser assistido:

40 UHF
6 SKY
12 NET
14 Parabólica
ou pelo site www.vejamso.com.br

ANOTEM AÍ!

17.11.10

29 ARTIGOS ARMINIANISMO

29 ARTIGOS ARMINIANISMO

29 ARTIGOS ARMINIANISMO

É inútil contradizer; basta contrapensar

É inútil contradizer; basta contrapensar.
Jacinto Benavente y Martinez




Será que o protestantismo conservador irá resistir a forte imposição do pós-modernismo? Até quando a inerrância bíblica, o criacionismo e o monoteísmo irão resistir? Pois não só é o mundo que ataca, mas a própria igreja proselitista e sectarista! Como manter viva uma tradição perante o conflito entre o velho e o novo? Quem irá gritar profeticamente se os que se dizem tradicionais muitas vezes não fazem oposição ao mundo? Será que estamos caminhando para uma religião individual?
Raniere Menezes




Cada vez mais a reflexão e a crítica estão sendo reprimidas no campo eclesiástico, o que vale é trabalhar com enigmas, símbolos transcendentais, simulacros e virtualidades. Como fazer apologética? Quem e como frear essa força constante? A experiência marcante do protestantismo é puramente literária e verbal, como reverter (reformar) esse movimento pulsional, esse empuxo transcendental do cristianismo neuro-simbólico-estético-visual?
Raniere Menezes




Como reformar a teologia caricaturesca? Como combater os líderes carismáticos carnavalescos?
Raniere Menezes




Tu, Senhor Jesus, és a minha justiça, e eu sou o teu pecado; tomaste em ti mesmo o que não eras e deste-me o que não sou.
Lutero




Naturalmente seria muito mais fácil abandonar essa era dos seus próprios caminhos, e procurar nossa força em sossegado retiro. Todavia, nem semelhante descanso nos é permitido aqui.
Bavink




Precisamos do pensamento cru calvinista, nada adocicado; nada de ruído suave.
Raniere Menezes (adaptado)




Programas, caridade, música, e nem mesmo oração, não são, no final das coisas, os meios decisivos pelos quais conquistaremos o território do inimigo. Antes, é pela publicação do conteúdo intelectual do evangelho –– tais como deidade, nascimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo e suas implicações –– que destruiremos as fortalezas que têm sido construídas na mente dos incrédulos.
Vincent Cheung




A igreja se transformou numa instituição “fácil de usar”, “orientada ao consumidor”, e como resultado as igrejas evangélicas estão sendo inundadas pela “graça barata”
Robert Reymond




A pregação está cedendo espaço, nas igrejas evangélicas, às apresentações multimídias, ao teatro, à dança, aos “momentos de compartilhar” [testemunhos], aos sermões e às devocionais cujos títulos começam com a palavra “como”.
Robert Reymond




Os pastores se transformam em gerentes, facilitadores e motivadores – tudo menos arautos de todo conselho de Deus
Robert Reymond




Eu não sou um Calvinista porque eu exalto Calvino, mas antes porque eu creio que as crenças de Calvino estavam inteiramente próximas do que a Bíblia ensina
P. Andrew Sandlin


Eu não sou um Calvinista simplesmente sobre a base de que sou um denominacionalista. Muitos Calvinistas não são membros de alguma denominação particular, embora todos deveriam ser membros de uma igreja sadia. Há boas denominações e há más denominações; e a verdade do Calvinismo não descansa no estado ou visão de algumas denominações
P. Andrew Sandlin


Não abraces o Calvinismo porque você meramente o selecionou como uma “opção”. Abrace o Calvinismo porque – me atrevo a dizer? – tem que fazer assim. Sua verdade penetra até a medula de teu ser, e não podes fazer outra coisa.
P. Andrew Sandlin


O Calvinismo não é somente um sistema de crença; é também um sistema de vida. No que você crê influencia como você vive
P. Andrew Sandlin

Igreja Arminiana: Apóstata e Prostituída

Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? (Tiago 4:4 – RC)


Toda e qualquer infidelidade doutrinária é aos olhos de Deus, prostituição ou adultério. Qualquer desvio ou afastamento da verdade é apostasia. Sendo assim, quem mais se apresenta como apóstata e prostituída, como igreja, senão a igreja arminiana?


Antes de Armínio vamos entender um pouco sobre o seu “pai”. Pelágio foi um opositor do Evangelho da graça no final do século IV, ele enfatizava que o homem é capaz de dar os primeiros passos em direção à salvação mediante os seus próprios méritos ou esforços, exercendo assim o seu suposto livre-arbítrio. Essa mesma linha doutrinária sinergista foi seguida pelo ensino arminiano, que atualmente é lugar-comum.


Os arminianos hoje estão desfrutando de grande popularidade eclesiástica, e a verdade está cada vez mais obscurecida pela imensa cortina de fumaça arminiana. O livre-arbítrio foi entronizado, a liberdade de escolha “não” pertence mais a Deus. O Senhor “está” condicionado a escolha soberana de suas criaturas! Hoje, mais do que nunca, nos é dado o “poder” de nos auto-selecionar. Ao homem, antes de Deus, “pertence” a salvação. Não resta dúvida que a cosmovisão atual, da igreja, é antropocêntrica ou humanista. E o entendimento reformado do Evangelho é considerado heresia!


O arminianismo do século 21 está mais amalgamado, e de certa forma mais forte (em sua infidelidade), pois a confissão positiva aliou-se, o pragmatismo finneyano adentrou também, e o mundanismo foi assimilado em todos os seus tentáculos pós-modernistas.


O cavalo de batalha ainda continua sendo os arminianos. Na análise de Montgomery Boice: “infelizmente, eles são a grande maioria daqueles que se chamam evangélicos em nossos dias, que é a maior causa dos problemas que perturbam a igreja evangélica”.(...) “Na verdade, eles podem e dizem ‘a Deus seja a glória’, mas eles não podem dizer ‘somente a Deus seja a glória’, porque insistem em misturar o poder ou habilidade da vontade humana com a resposta humana ao evangelho da graça”.


Conhecendo Deus pela ótica calvinista podemos dizer que as placas tectônicas das doutrinas da graça, que abalaram o mundo no século XVI, estão em semi-repouso, aguardando uma voz de comando do Criador. A mesma voz que libertou Paulo e Silas para que eles continuassem a pregar.- De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. (Atos 16:26) -. E Habacuque 3:6, diz: Ele pára e faz tremer a terra; olha e sacode as nações. Esmigalham-se os montes primitivos; os outeiros eternos se abatem. Os caminhos de Deus são eternos. – O Deus das Escrituras é o Deus Eterno Todo-poderoso, de uma forma ou de outra, Ele colocará o homem em seu devido lugar. Somente a Deus seja a glória!

15.11.10

Ordenando que os falsos mestres cessem com as suas heresias.

Não devemos permitir que o mundo nos ensine como lidar com os falsos mestres. Alguns ministros têm maior respeito pelos padrões não cristãos de cortesia acadêmica do que pelo Senhor Jesus Cristo. E se eles querem parecer intelectuais e respeitáveis diante do mundo, e polidos de acordo com o padrão do mundo, então não prestam para serem pregadores do evangelho. Paulo não diz a Timóteo que dialogue com os falsos mestres, ou aprenda a perspectiva deles, mas que ordene-os a parar.


Algumas pessoas pensam que a melhor forma de lidar com falsas doutrinas é debatê-las num fórum público, de forma que os cristãos possam ouvir os dois lados e decidirem por si próprios. Novamente, essa visão procede do mundo, e impõe democracia e liberdade de expressão na política da igreja. A Igreja do Deus Vivo não é uma democracia. Jesus Cristo é Rei – sua opinião é verdade, e seu mandamento é lei. Ninguém tem o direito de se opor a ele ou expressar visões alternativas. Sem dúvida, seus ministros podem debater falsas doutrinas, mostrando de que formas esses ensinos são errôneos, mas eles não podem fazer isso interminavelmente, e eles devem falar com autoridade, ordenando que os falsos mestres cessem com as suas heresias.




Trecho do artigo Ordenando aos Hereges de Vincent Cheung

14.11.10

S.O.S. PORNOGRAFIA - Armas espirituais



[Estão Minhas Mãos Limpas?] Tim Challies - Desintoxicação Sexual (1)
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/03/estao-minhas-maos-limpas-tim-challies.html


[Estão Minhas Mãos Limpas?] Tim Challies - Desintoxicação Sexual (2,3)
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/03/estao-minhas-maos-limpas-tim-challies_29.html


[Estão Minhas Mãos Limpas?] Tim Challies - Desintoxicação Sexual (4)
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/04/estao-minhas-maos-limpas-tim-challies_12.html


[Estão Minhas Mãos Limpas?] Tim Challies - Desintoxicação Sexual (5)
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/05/estao-minhas-maos-limpas-tim-challies.html


[Estão Minhas Mãos Limpas?] Tim Challies - Desintoxicação Sexual (6)
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/05/estao-minhas-maos-limpas-tim-challies_06.html


As Marcas da Masculinidade - Albert Mohler Jr.
http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=241&criterio_busca=pornografia




Desempenhando o Seu Papel - Gene Edward Veith
http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=323&criterio_busca=pornografia




O que os pais devem saber sobre a Internet? - David Clark
http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=321&criterio_busca=pornografia




Pornografia na Internet - David Clark
http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=337&criterio_busca=pornografia




Pornografia: Realidade, Perigos e Libertação - Dr. Augustus Nicodemus Lopes
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/pornografia2_augustus.htm




Qual é o Problema em Gostar um Pouco de Pornografia? - Dr. Augustus Nicodemus Lopes
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/pornografia_augustus.htm




O Perigo da Pornografia - Rev. Kenneth L. Gentry, Jr., Th.D.
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/perigo_pornografia_gentry.htm




Qual o Problema com a Pornografia? - Hank Hanegraaff
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/qual-problema-pornografia_hanegraaff.pdf




Masturbação e Missão – John Piper
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/missao-masturbacao_john-piper.pdf




Fantasia Sexual e Masturbação - Ra McLaughlin
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/fantasia-masturbacao_McLaughlin.pdf




Estratégias para Combater o Pecado Sexual - John Piper
http://www.monergismo.com/textos/sexualidade/estrategia_pecado_piper.htm




Yago Martins - Carta a um Jovem com Problemas Sexuais
http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/2010/11/yago-martins-carta-um-jovem-com.html







Não é a mãe natureza, é o Criador


CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR









É maravilhoso saber que existem auroras polares. Trata-se de um fenômeno ótico obsevado nos céus das regiões polares. É um show de partículas de vento solar na atmosfera da terra. Quando acontece no hemisfério norte, chama-se aurora boreal, quando no sul, chama-se aurora austral.


Podemos glorificar a Deus nessas paisagens naturais sem efeitos artificiais. O Criador é o Criador das cores, dos átomos e do vento solar.


As imagens que se seguem foram aprimoradas digitalmente mas os céus são reais e raros. As imagens podem ser encontradas facilmente no banco de imagens do Flickr -- http://www.flickr.com/photos/hauxon/2383362495/


O salmo 19.1-6 retrata bem o deslumbramento do salmista adorador:


Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.
Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite.
Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som;
no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo. Aí, pôs uma tenda para o sol,
o qual, como noivo que sai dos seus aposentos, se regozija como herói, a percorrer o seu caminho.
Principia numa extremidade dos céus, e até à outra vai o seu percurso; e nada refoge ao seu calor.






Os Himalaias são as letras em relevo sobre as quais nós, filhos cegos, passamos nossos dedos para pronunciar o nome de Deus.
J. H. Barrows


A razão simples, solitária, sublime, que a Bíblia atribui a cada coisa em toda a criação é que ela veio à existência pela vontade de Deus, porque Ele decidiu que deveria existir. Para o incrédulo, nenhuma explicação mais profunda é possível; para o crente, nenhuma é necessária.
J. Blanchard


Cada obra de Deus serve para mostrar Sua glória e realçar a grandeza de Sua majestade.
John Gill


A posteridade algum dia rirá da loucura do materialismo filosófico moderno. Quanto mais estudo a natureza, mais fico assombrado com o Criador.
Louis Pasteur


Cada uma das obras de Deus é grandiosa à sua maneira. Todos os anjos e todos os homens unidos não poderiam criar um gafanhoto.
William S. Plumer


A criação é tanto um monumento ao poder de Deus quanto um espelho através do qual podemos ver sua sabedoria.
Thomas Watson




A tua providência é grande e amável,
Homens e animais recebem teu cuidar;
Por toda a criação tu és o responsável,
Mas os santos são teu interesse peculiar.
Isaac Watts

Determinismo divino (Vincent Cheung)


Por “determinismo”, estou especificamente me referindo ao determinismo teológico ou divino — estou me referindo ao ensino de que o Deus pessoal da Bíblia pré-determinou inteligentemente e imutavelmente todos os eventos, incluindo todos os pensamentos, decisões e ações humanas, predestinando assim tanto os fins como os meios para aqueles fins.


Estas não são definições privadas minhas, mas elas são consistentes com o uso comum na literatura teológica e filosófica.


Por exemplo, o Dr. Alan Cairns, um respeitado pastor e teólogo Presbiteriano, cuja ortodoxia é geralmente inquestionável, e que é ele mesmo um determinista “suave” (p. 186), define “fatalismo” da seguinte forma: “A teoria da necessidade inevitável; a filosofia oriental pagã de que todas as coisas são pré-determinadas por forças cegas e irracionais, e, portanto, não há como o esforço humano mudar algo” (Dicionário de Termos Teológicos; p. 176, “fatalismo”).


Agora, diante dos olhos de Deus, quem ousaria me acusar de ensinar que “todas as coisas são pré-determinadas por forças cegas e irracionais”? Fazer isso seria cometer o pecado de calúnia, e alguns têm realmente cometido este pecado contra mim por suas falsas acusações.


E quem ousaria me acusar de ensinar que todas as coisas ocorrem como pré-determinadas, a despeito dos meios? Eu afirmo que Deus determinou todas as coisas por imutavelmente pré-ordenar e diretamente controlar tanto os fins como os meios.


... afirmo que todas as coisas são determinadas por um Deus pessoal e soberano, não por “forças cegas e irracionais”.




Dizer que Deus controla X é muito diferente de dizer que Deus é X.


http://www.monergismo.com/textos/predestinacao/cheung_determinismo_fatalismo.htm

10.11.10

REGENERAÇÃO



Arrependimento é a mudança da mente; a regeneração é a mudança do homem.
Thomas Adams


Somos incapazes de contribuir para nossa regeneração tanto quanto de contribuir na obra do Calvário.
Iain H. Murray

6.11.10

Rebeldia e rebelião

A idéia de que Deus perdoará o rebelde que não desistiu de sua rebelião é contrária tanto à Escritura quanto ao bom senso.
A. W. Tozer


Imagem: hard_core_by_meppol

O USO DE IMAGENS DE CRISTO







Somente o critério bíblico-teológico responderá de modo satisfatório e cabal e é nele que devemos recorrer para verificar os limites.


As IMAGENS DE CRISTO são limitadas pelo segundo mandamento, Ex 20.4:


4 Não farás para ti imagem...


5 Não as adorarás, nem lhes darás culto...


O limite imposto é o limite da própria revelação!


A proibição do segundo mandamento não é simplesmente não permitir criar ídolos, mas proibir que se IMAGINE como é o único Deus verdadeiro, invisível e eterno. Sendo Cristo, DEUS e não uma criatura e não havendo NENHUM RELATO de sua fisionomia nas Escrituras, criar imagens falsas dAquele que é a VERDADE é uma quebra gravíssima de Sua Lei.


Esse mandamento proíbe que nós venhamos substituir a Revelação verbal e escrita de Deus pela imaginação humana.


Isto está em pleno acordo com o capitulo 21 da Confissão de Fé de Westminster, seção 1:


I. A luz da natureza mostra que há um Deus que tem domínio e soberania sobre tudo, que é bom e faz bem a todos, e que, portanto, deve ser temido, amado, louvado, invocado, crido e servido de todo o coração, de toda a alma e de toda a força; mas o modo aceitável de adorar o verdadeiro Deus é instituído por ele mesmo e tão limitado pela sua vontade revelada, que não deve ser adorado segundo as IMAGINAÇÕES e invenções dos homens ou sugestões de Satanás nem sob qualquer representação visível ou de qualquer outro modo não prescrito nas Santas Escrituras. Rom. 1:20; Sal. 119:68, e 31:33; At. 14:17; Deut. 12:32; Mat. I5:9, e 4:9, 10; João 4:3, 24; Exo. 20:4-6.


Deus se revela pelas Escrituras e não por imagens elaboradas pela mente humana. Deus se revela em Cristo através das Escrituras e não por meio de esculturas. Jesus Cristo é Verbo revelado e não concreto armado falsificado!


Deus se revela em Jesus Cristo. 2Co 4.4; Cl 1.15:


2Co 4.4 nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.


Cl 1.15 Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.




Fonte das imagens: Terra
Instalação de Jesus gigante chega à fase final na Polônia

EVANGELIZANDO EVANGELIZADOS

clique na imagem para ampliar

Durante seu ministério terreno, Jesus fez uma declaração impressionante com respeito à salvação dos homens. Ele disse que os únicos que creriam nele e seriam salvos seriam aqueles que lhe haviam sido dados pelo Pai (Jo 6.37-40).


Ele também declarou que “ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido” (Jo 6.65; cf. 6.44). Dessa forma, antes da encarnação do Filho de Deus, o Pai tinha determinado dar certo número de seres humanos a Jesus Cristo.


Aqueles que o Pai escolheu para o seu Filho também serão capacitados para vir a Cristo em fé (cf. At 13.48).


Quem são esses indivíduos que foram dados a Cristo?


A lógica simples e a interpretação bíblica sadia indicam que esses são aqueles chamados de “eleitos” na Escritura (p.ex.: Rm 8.33; Cl 3.12).


O apóstolo Paulo explica quando e sobre que base essa eleição de pecadores aconteceu: “Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor…”(Ef 1.4).


O tempo da escolha divina foi antes de céus e terra serem criados, e a base da escolha divina foi a obra de Cristo. A eleição foi “nele”, isto é, a eleição não foi baseada no que os eleitos fariam, mas unicamente sobre o que Cristo faria por eles como seu cabeça e representante pactual.


Ensinar que a eleição é devido a algum tipo de mérito previsto no pecador (tal como a fé do pecador ou A CAPACIDADE DE ABRIR A PORTA) é roubar de Cristo a glória que lhe é devida.



Adaptado. Extraído de um estudo teológico de William Einwechter, em seu livro: Uma fé conquistadora: doutrinas fundamentais para a reforma cristã. ED. MONERGISMO

4.11.10

1 Coríntios 12.12-26 - Se disser o pé: Porque não sou mão, não sou do corpo

12 Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo.
13 Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito.
14 Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
15 Se disser o pé: Porque não sou mão, não sou do corpo; nem por isso deixa de ser do corpo.
16 Se o ouvido disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; nem por isso deixa de o ser.
17 Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde, o olfato?
18 Mas Deus dispôs os membros, colocando cada um deles no corpo, como lhe aprouve.
19 Se todos, porém, fossem um só membro, onde estaria o corpo?
20 O certo é que há muitos membros, mas um só corpo.
21 Não podem os olhos dizer à mão: Não precisamos de ti; nem ainda a cabeça, aos pés: Não preciso de vós.
22 Pelo contrário, os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários;
23 e os que nos parecem menos dignos no corpo, a estes damos muito maior honra; também os que em nós não são decorosos revestimos de especial honra.
24 Mas os nossos membros nobres não têm necessidade disso. Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra àquilo que menos tinha,
25 para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros.
26 De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam.


***


Não existe Igreja de um membro só!

3.11.10

Divulgação de sermões e estudos, mais de 60 arquivos em áudio para baixar!



Link da Igreja Batista Reformada em Caruaru-PE, Pr. Edson Rosendo de Azevêdo.

Divulgação dos sermões e estudos, mais de 60 arquivos em áudio para baixar!

http://reformadoscaruaru.blogspot.com/

Aproveitem!

2.11.10

Evento Tempo Oportuno de Reforma

clique na imagem para ampliar

Aconteceu entre os dias 28 a 31 de outubro um evento reformado na região do Vale do Rio São Francisco (reunindo pessoas de Juazeiro-BA e Petrolina-PE) que marca presença há 10 edições. Este ano o evento Tempo Oportuno de Reforma foi realizado na Igreja Batista Graça e Paz, presidida pelo Pr. Romildon Andrade que corajosamente tem caminhado nas antigas doutrinas da graça. O evento teve apoio e presença de presbiterianos, congregacionais, batistas reformados e assembleianos.


A convite de irmãos presbiterianos (Pr. Davi Buriti e Pb. João Libório) recebi a nobre missão de realizar as palestras do evento, tendo como tema Adoração. Nos sub-temas foram tratados: Sola Scriptura, adoração aceitável a Deus, elementos e ordem de culto. Em outras palavras, teologia do culto, princípios gerais e prática.


Na ocasião ofereci gratuitamente arquivos de mais de 70 textos teológicos sobre adoração em CD e sugeri que os irmãos mais comprometidos com a fé reformada criassem uma comissão de estudo permanente para tratar posterior e regularmente sobre os aspectos litúrgicos das igrejas.


Foram desenvolvidas três mensagens sobre o culto cristão tendo por base as diretrizes de pesquisas teológicas da primeira parte do excelente livro Culto Cristão escrito dentro de uma perspectiva reformada em 1965 por J. Von Allmen, teólogo e professor na Suiça. Tendo-se o cuidado para filtrar algumas posições pessoais do autor e alinhando ao Diretório de culto de Westminster.


Títulos das três mensagens (estarão em breve disponíveis em MP3 na Internet):
QUAL É A BASE PARA UM CULTO ACEITÁVEL?
O CULTO COMO CENTRO DA VIDA COMUNITÁRIA
O CULTO COMO PROMESSA PARA O MUNDO




A receptividade dos irmãos foi muito boa e tivemos momentos edificantes para glória do Senhor e crescimento da Igreja. A fé reformada ou de herança reformada tem contagiado muitos irmãos do Sertão nordestino. É interessante ver de perto o interesse vívido de muitos irmãos pelo antigo Evangelho da graça. Queira Deus que dê frutos verdadeiros essa busca por orientação reformada.


Muito obrigado a todos que participaram! Foi muito bom fazer novos amigos e conhecer de perto muitos irmãos!




Para a glória do nosso Deus e Rei Jesus Cristo!